Bolsistas de escolas particulares tem direito ao Prouni?

O Programa Universidade Para Todos (PROUNI) é um dos sistemas de distribuição de vagas do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) e tem o objetivo de beneficiar estudantes de renda baixa e média.

Para continuar auxiliando os estudantes que realmente precisam, o programa possui alguns requisitos como por exemplo ter sido estudante da rede pública de ensino. Mas e os estudantes da rede particular de ensino, será que têm direito a se inscrever? Descubra tudo a seguir:

Como funciona o Prouni?

Em primeiro lugar, é preciso entender o funcionamento e os objetivos do Prouni. Através de parceria com as instituições privadas de ensino superior, o programa proporciona a distribuição de bolsas integrais e parciais para alguns candidatos.

Para poder se inscrever, os participantes devem ter atingido nota superior a 450 pontos no Enem e não ter zerado a prova de redação. Assim, o mesmo pode candidatar a sua nota no sistema do Prouni.

Os estudantes devem informar seus dados no sistema do programa quando as vagas forem abertas, o que acontece duas vezes por ano no começo de cada semestre.

As vagas são distribuídas de acordo com a nota de corte Prounipré-determinada pela pontuação mínima selecionada para os cursos do sistema.

Como conseguir uma bolsa?

Para conseguir uma bolsa de estudos, tanto parcial como integral, é necessário primeiramente ter nota mínima para se inscrever no sistema do Prouni.

Dependendo da sua pontuação, você poderá concorrer às bolsas acessando a plataforma com seus dados e aplicando a sua nota. Mas vale lembrar que para garantir o seu ingresso, é preciso que a sua nota supere o ponto de corte no último dia de inscrição do Prouni.

Depois é só esperar a divulgação do resultado do Prouni 2020Se você for selecionado, receberá instruções do sistema e da instituição para que você possa realizar a sua matrícula presencial.

Quem pode se inscrever?

O Prouni visa beneficiar estudantes de renda baixa e média para que possam se qualificar pagando menos, portanto, os estudantes devem estar dentro de alguns requisitos.

Os candidatos devem ter concluído o ensino médio na rede pública de ensino. Além disso, para a bolsa parcial a renda familiar precisa ser equivalente a até três salário mínimos. Para as bolsas integrais, é exigido renda mensal de até um salário mínimo.

Mas será que os estudantes da rede privada podem se inscrever no programa? Sim, é possível! Entretanto, só podem se candidatar os estudantes que tiverem estudado na rede privada na condição de bolsista integral. Podendo ter realizado parcialmente na rede pública e na rede privada como bolsista.